Lugar de Papel é na Parede?

Criado na China cerca de 200 anos antes de Cristo, quando não passava de folhas de papel de arroz grudadas às paredes, o papel de parede virou febre no Brasil nos anos 50 a 70.

Mas, como tudo que importávamos, inicialmente o papel de parede era caro, dependia de mão de obra especializada e era de baixa qualidade; descascava, descolava, não era lavável, e logo caiu no esquecimento por aqui.

Agora, com a evolução da tecnologia e participação mais eficiente do Brasil nos mercados internacionais, o papel de parede voltou com tudo!

Com custos mais acessíveis, de fácil aplicação com colas a base de água (não deixam cheiro), laváveis e de alta durabilidade (com boa conservação podem durar por cerca de 8 anos), os papéis de parede viraram febre e aparecem nos mais variados acabamentos e padrões.

Em fibras naturais, tecidos nobres, papéis emborrachados ou vinílicos super laváveis, essa nova geração de papel de parede pode ser aplicada inclusive em banheiros e cozinhas. Apostar em um papel de parede é dar personalidade à decoração.

Seja você discreto, tradicional, romântico, moderno ou alternativo, existe um papel de parede que é a sua cara!


Amostras de papéis de parede a venda on line em www.papeldeparededosanos70.com


















Créditos de imagem: Casa Abril, Style Files, Graham Brown, Set Comunicação, Minha Casa Minha Cara, Mundo do Papel de Parede, Blog da Reforma, Assim Eu Gosto, Casa e Jardim, Decoração de Cozinha, Not 1 e Fresh Home.

Comentários

Postagens mais visitadas