Home Offices


Chamar um cômodo da casa de Home Office é muito recente. Isso porque, antigamente, a separação entre vida profissional e vida privada era muito clara. Tinha-se em casa apenas uma escrivaninha para os filhos fazerem lição de casa, ou para se escrever uma carta, quando não se fazia isso na mesa de jantar. 

Com os avanços da tecnologia e novas politicas de satisfação, as empresas e profissionais mudaram. Muitos tem a opção de trabalhar em casa e diversos autônomos desistiram de alugar espaços comerciais para receber seus clientes em sua residência. Daí a importância dos Home Offices. 

Se você está pensando em montar um Home Office, primeiro analise suas necessidades: você receberá nele seus clientes? Se sim, o ideal é que seja um espaço separado da área íntima da casa. Se possível, com entrada independente. Uma dependência de empregada reformada por vezes é uma excelente solução. Se for um espaço apenas de trabalho (seja trabalho remoto ou autônomo), leve em consideração que você passará muitas horas nesse local, e que precisará de muito espaço para armazenar documentos. Espaços destinados exclusivamente para estudos eventuais podem ser menores, mas, mesmo assim, não dispense um gaveteiro para guardar papéis, pastas e material de escritório. 

Cuidado, ainda, com a escolha de cores para o local. Algumas cores quentes podem provocar agitação e dificuldade de concentração, enquanto tons muito frios podem causar sonolência. 

Seja qual for a função que pretenda desenvolver nesse espaço, conforto é fundamental. Procure uma boa cadeira, preferencialmente com regulagem de altura para evitar problemas de coluna e invista em uma iluminação adequada tanto no teto quanto sobre a mesa.
































Créditos de Imagem: Freshome, Style-Files, Vida Insolita, Casos de Casa, Dupla Moda e Casa, Ideias de Projetos, Experimenta Amiga, Terra Mulher, Gabriela Cristal e Acervo de Interiores.

Comentários

Postagens mais visitadas