Casa com Pet: Cuidados ao Pintar sua Casa

Gente, semana passada tomamos um susto daqueles! Para quem não sabe, a Bia tem um bulldog inglês fofíssimo chamado Boris, que é o mascote aqui do Casa Pensada. Pois bem, não é que o Gordo (apelido super carinhoso e quase injusto, porque o bichinho tá em forma!) chegou do Day Care babando muito e super nauseado? Investiga para cá, pergunta de lá, leva pro veterinário e eis que descobrimos que o local havia sido pintado no final de semana anterior e o danadinho resolveu lamber a parede para saber qual o gosto da cor nova!

Cuidados ao pintar a casa com pet
Esse é o Boris!

Na hora ficamos assustadas! Tinta de Parede! Com certeza é super tóxico e faz muito mal para o cachorro, certo? Errado! Depois de conversar com o veterinário e com o pessoal do Day Care, além de fazer umas pesquisas por conta própria, descobrimos que, embora tinta de parede cause desconforto nos animais domésticos, em princípio não possui quantidades de chumbo suficientes para intoxica-los seriamente (se ingerida em pequenas quantidades).

Isso não quer dizer que podemos descuidar, certo? Mantenha seu animal longe de qualquer ambiente que esteja em reforma. Os cheiros, barulhos, objetos cortantes e tóxicos estão por toda a parte e fica difícil controlar o que o peludo está cheirando ou ingerindo!

Escolha uma tinta sem cheiro e, mesmo assim, evite deixar seu bichinho voltar ao local pintado por pelo menos três dias. Lembre-se que o olfato dele é muito mais sensível que o seu, e, por isso, mesmo sem cheiro de tinta, o odor da pintura pode incomodá-lo. Além disso, esse tempo é o necessário para a completa secagem do produto na parede, assim não tem perigo dele se encostar nas paredes ou lamber a pintura novinha e passar mal!

As tintas laváveis são sempre a melhor escolha para casas com crianças e pets, pois são de mais fácil manutenção e permitem a limpeza em caso de algum acidente (leia-se arte!)

Tinta sem cheiro e lavável
Ah! E forre bem o piso do local a ser pintado com jornal, lona, papelão ou, nosso preferido, salva piso! Isso não apenas preserva o seu chão, mas evita que seu amiguinho encontre pingos de tinta que despertem sua atenção. A curiosidade de nossos bichinhos é geralmente saciada com o nariz e com a língua!

Ao término do serviço, cheque se não ficou nenhum pedaço de fita crepe suja caído em algum canto, nem nenhum pincel esquecido. Se forem seus, lave bem os pinceis, rolos e bandeja de pintura e mantenha-os todo o tempo fora do alcance de crianças e animais.

Se, apesar de todos os seus cuidados, seu pet apresentar algum sintoma de náusea, vômito ou desconforto após pintar sua casa, leve-o imediatamente ao veterinário, ok? Além de poder amenizar os sintomas, o veterinário também poderá avaliar se o mal estar foi mesmo causado pela tinta.

Agora que você já sabe tudo sobre como pintar sua casa com segurança, que tal escolher uma cor bem linda e dar uma repaginada em um cantinho que esteja meio sem graça? Pode ser o Hall de Entrada, o quarto das crianças....

Postagens mais visitadas