Decoração de Pet Shops




O momento político-econômico pelo qual vem passando o Brasil não incentiva o empreendedorismo, a não ser que seu objetivo seja abrir uma empresa no mercado pet.


O comércio voltado para animais de estimação parece imune à crise brasileira e conseguiu manter índices de faturamento em ascensão ao longo dos últimos anos, levando o Brasil ao 3º Lugar do Mundo em faturamento do setor de consumo pet.

Portanto, se você está pensando em abrir um comércio voltado para os animais de estimação, parabéns, você já tem mais chances de sucesso do que muitos outros comerciantes no país! Mas, para te ajudar ainda mais nessa jornada, separamos algumas dicas para tornar sua loja ainda mais convidativa para seus consumidores.

Inicialmente, seja qual for o tipo de estabelecimento pet que você pretende abrir, é importante lembrar que animais circularão com frequência no local. Por isso, aposte em um piso para alto tráfego, com boa aderência para as patinhas peludas e altamente lavável já que com certeza acidentes acontecerão. Preveja também torneiras e ralos bem localizados, para facilitar ao máximo o serviço de higienização.

Pisos rústicos com muita textura não são os mais indicados, por isso, se quiser um chão que imite madeira, por exemplo, melhor escolher um porcelanato com acabamento liso. Seja qual for sua escolha, lembre-se que além de funcional ela deve ser bonita. Agradar ao dono do pet é metade do caminho!

Boas idéias para piso:

1.  2. 

3.  4. 

1. Argamassa para Cimento Queimado Pronto Bautech; 2. Piso Vinílico Tarkett Coleção Liso, Linha Ambience, Cor Itauba; 3. Porcelanato Cerâmica Portinari Coleção Colore, cor Diamante Flash; 4. Porcelanato Portobello Coleção Mármores, Linha Travertino Navona, Cor Bianco.

Outra providência interessante é não manter nenhum produto no chão, ou exposto na parte de baixo da loja (pelo menos 60cm do chão) para evitar que os bichinhos caiam em tentação e, você, no prejuízo!

Para a decoração propriamente dita é importante definir que tipo de estabelecimento pet você pretende abrir: uma butique, uma padaria, uma loja de produtos orgânicos, um banho e tosa, um pet center (estabelecimento maior que vende de tudo um pouco)... As opções são inúmeras! Se ainda não definiu, talvez seja interessante levar em consideração que 70% do faturamento do setor vem da chamada Pet Food, ou seja, alimentos para animais.

Qual a diferença entre eles?

Bem, as butiques, padarias e lojas mais especializadas geralmente atraem o consumidor de luxo. Elas vendem artigos que, em princípio são dispensáveis para o dia a dia, mas que atraem pela beleza e, geralmente, pela humanização de nossos bichinhos de estimação, que passam a adotar alguns de nossos hábitos humanos, como trocar de roupa, usar jóias e acessórios, pintar as unhas, etc.

Se esse é o seu nicho, decore o espaço pensando nos donos dos animais. Os produtos devem ser expostos como em nossas lojas: roupinhas em cabides de qualidade ou em expositores horizontais. Evite apresentar muitas quantidades e variedades, afinal, a palavra de ordem daqui é exclusividade!

Os acabamentos da loja devem ser de alto padrão (sem esquecer a resistência e a necessidade de higienizações constantes), preferencialmente em tons neutros e discretos.



  

Lojas de produtos orgânicos e outros itens voltados para a saúde, qualidade de vida e longevidade dos bichinhos atraem um público que também tem essas preocupações em seu dia-a-dia. Madeira, acabamentos naturais e algumas soluções criativas são super bem vindas nesse tipo de comércio.

Exponha os alimentos em sacas e barricas (fora do alcance dos pets!). Fica um charme!


   

Já os Pet Centers e estabelecimentos de banho e tosa são geralmente coloridos e chamativos. É importante prever que os animais e seus donos passarão um tempo considerável em seu interior, por isso, crie espaços específicos para os bichinhos fazerem suas necessidades (um trecho de tapete de grama artificial com um poste ou um hidrante ficam o máximo) e se reidratarem (preferencialmente com água corrente e filtrada).

  


Brinquedos ou pequenos desafios como rampas, túneis ou escadas podem e devem ser espalhados pela loja. Quanto mais o pet curtir o espaço, mais tempo o dono ficará dentro dele, consumindo, e mais vezes voltará para novas visitas.

  

Na área de banho e tosa, segurança é fundamental. Portões são importantíssimos para evitar que algum animal fuja, além de gaiolas para o pós banho. Nesse caso, vale mandar construir baias em alvenaria, com medidas generosas (90cm de frente por 70cm seriam ideais) e com frente em acrílico ou vidro temperado. Acredite, esses pequenos detalhes farão o dono ter uma impressão muito mais positiva quando for buscar seu bichinho.


Outros cuidados no local do banho são: prever com antecedência os pontos de água, esgoto e elétrica (para os secadores de cabelo e máquinas de tosa); manter o local arejado mas abrigado de correntes de vento e umidade excessiva (muitos animais sentem muito frio durante o banho) e investir em  um piso com coeficiente de atrito entre 0,7 e 1 (para evitar escorregamentos dos profissionais).

Levando em conta nossas dicas e as projeções do mercado, temos certeza que seu negócio será um sucesso! Boa sorte!


*Créditos de Imagem: Amazon, Time Out London, Vanessa de Leon Associates, La Factoria Plástica, Time Out London, Mungo and Maud, BMF Store Design, Eat Pray Design Blog, My Favorite Scraps, Waggers Dog Daycare, Barkitty Pet Boutique, Rabisco Arquitetura, Walmart, Design Innova, Archdaily

Postagens mais visitadas