Escolhendo o Pendente Ideal

Pendentes para iluminação são daqueles objetos constantes na arquitetura e decoração. Sua utilização é praticamente atemporal: sempre esteve presente, e sempre estará.

No entanto, os modelos e composições variam com o tempo... Se querem uma prova, deem uma olhada nesse post que fizemos em abril de 2012 e reparem como a utilização dos pendentes era diferente da atual!

Pensando nisso, voltamos ao assunto para manter vocês informados de como utilizar esse tipo de iluminação em sua casa.

Primeiro de tudo, é importante saber que luminárias pendentes funcionam bem em qualquer ambiente. Pode ser na cozinha, no quarto e até no banheiro. Aposte no pendente que você será bem sucedido!

  

Segundo, saiba que eles não podem ser responsáveis pela iluminação total do espaço onde são instalados. Pendentes são ótimos para fornecer uma luz focada, de destaque ou indireta. Por isso é super importante prever outras fontes de luz acessórias, até mesmo na sala de jantar!

Outro cuidado é a posição da peça: além da altura (30 a 50cm acima de mesas laterais e criados mudos, 70 a 80cm de mesas de jantar e bancadas - cozinha ou banheiro) é preciso respeitar distância da pessoa que sentará ou deitará próxima a ele, tanto por causa do calor (algumas lâmpadas podem aquecer muito e deixar o local desconfortável) quanto para não ofuscar. Procure manter as bordas do pendente pelo menos 30 centímetros afastada dos limites da mesa ou bancada.

Isso é super importante para descobrir o tamanho de pendente ideal: para mesas de jantar mais largas, é possível apostar em maxi pendentes sem problemas. Já balcões de refeição ou criados mudos pedem peças menores!


Falando em modelos de pendentes, atualmente eles ganharam ares industriais e retrô. Os pendentes naked, compostos apenas por um fio e um soquete com lâmpada são um exemplo disso! Além de lindos (as lâmpadas de filamento de carbono já são, por si só, um show a parte) são cheios de estilo! Os metais também são uma constante: seja em cúpulas arredondadas, seja em grades vazadas.


  

Na hora de instalar, use composições com várias peças. Isso acrescenta volume e interesse! Se você está pensando em adotar essa idéia na sua casa, mas não sabe por onde começar, existe uma regrinha que vai te ajudar:

Para mesas retangulares, balcões ou bancadas: peças iguais, de mesmo modelo (ou muito semelhante), instaladas alinhadas na mesma altura, centralizadas sobre a área do móvel.





(Ilhas ou bancadas de cozinha com coifa: Não use pendentes! Além de muita informação, haverá concorrência visual entre a coifa e a luminária. Prefira plafons ou spots de embutir.)

Para mesas redondas, quadradas, ou vão livres: peças de diferentes modelos, instaladas em alturas diferentes em uma composição circular a partir do centro do móvel ou ambiente.





Lembrando sempre que as regras de decoração só servem de guia para quem não sabe por onde começar ou se sente inseguro na hora de fazer as escolhas. Elas podem e devem ser quebradas de acordo com a personalidade e estilo dos moradores da casa!

Curtiu? Tem mais um monte de inspirações com composições de pendentes lá no nosso Pinterest. Clique aqui para conferir a pasta!

*Créditos de Imagem: Decor Fácil, Decor Fácil, Adelto, Digs Digs, Futura Arquiteta, Minha Casa Minha Cara, Est Living, Casinha Colorida, Casa.com, Marina Linhares, Le Petit Chou Chou, Revista Casa Claudia, Casa Vogue, Inspirational Homes, Bunnings Warehouse, Arkpad, My House Idea, Decora Brazil, Decor Fácil, The Inspiration Grid, Marcia 77a

Comentários

Postagens mais visitadas