Decoração de Mau Gosto?

Mau gosto não existe! O que existe são pessoas que não sabem usar o que gostam, e, com isso acabam exagerando ou criando composições desagradáveis e desarmônicas!

É claro que é difícil acusar alguém que gosta de preto, branco, cinza ou bege de mau gosto! As cores são neutras e formam a base para qualquer decoração agradável. Assim fica muito difícil errar! Quem gosta de estampas, cores vibrantes, brilho e designs arrojados é que acaba levando o título de brega!

Como a gente gosta de ousar de vez em quando, entende totalmente como é difícil ser incompreendido, por isso damos 1 dica de ouro e ensinamos a usar corretamente 5 itens considerados cafonas para arrasar na decoração da casa e mandar um beijinho no ombro daquela "amiga" recalcada que ri das suas preferências.



Dica de Ouro: Escolha apenas um item para brilhar! 
Os 5 itens que separamos podem facilmente sair errado na decoração porque são elementos fortes, que chamam a atenção e roubam a cena. Se você incluir mais de um no mesmo ambiente, eles irão brigar entre si, deixarão o espaço sobrecarregado e confuso e a sensação que você terá naquele local será desagradável, exatamente o contrário do que você espera sentir ao chegar em casa.
"Meninas, mas eu gosto de oncinha e pink"... Infelizmente você terá que escolher apenas um deles. O outro até poderá aparecer em pequenos detalhes, mas respeitando a estrela da decoração, ou ser o protagonista em outro cômodo da casa.
Item preferido escolhido? Bora aprender a decorar, então!

1 - Animal Print
Estampas animais podem aparecer em tapetes, almofadas, tecidos de estofamento, papéis de parede e até mesmo acessórios.

Para ter sucesso ao decorar com Animal Prints você deve estar atento a essas duas dicas:

Eleja um uso para a estampa: não repita a estampa no tapete, em uma poltrona e nas almofadas. Defina um único ponto focal. Se for utilizar o animal print nos estofados, só repita em mais de um móvel caso eles sejam idênticos. Ou seja, duas poltronas de mesmo desenho, ou dois pufes igual, por exemplo.

Crie uma base neutra para a estampa: base neutra não é toda branca, ou toda bege, mas com as cores que compõem a base da estampa, e, que criarão menor contraste para ela. Para oncinhas e leopardos, use os tons de marrom e bege, além do dourado e off white. Nas zebras, tons de preto, branco e cinza são perfeitos. Siga a regra de acordo com a estampa específica escolhida, já que existem variações grandes na cor base de cada tecido, além de liberdades de criação (já vimos oncinhas em tons de cinza, zebras com base marrom, etc).



   

Apostar em um estilo High-Low também funciona muito bem. Por serem luxuosas e chamativas, as estampas animais criam lindos contrastes com revestimentos e materiais brutos, como tijolos, madeiras descoloridas, concreto e ferro.


2 - Estampas Bold
Estampas maxi, de grandes proporções e super coloridas roubam a cena. Nem adianta pensar em fazer concorrência a elas. E, aliás, essa jamais seria sua intenção, certo, já que você ama sua padronagem e quer mesmo é que ela brilhe no ambiente!

O segredo para fazer uma estampa bold ficar "discreta" é nunca inseri-la em ambientes pretos ou brancos. A base preta ou a base branca fazem os coloridos se destacarem e brilharem ainda mais.


Se esse não é o objetivo, aposte em meio tons e elementos naturais, para criar uma atmosfera aconchegante ao redor do seu elemento estampado. Madeiras são ótimas para "esfriar" elementos decorativos. Seu tom marrom é neutro, quente, natural e aconchegante.

   

Para ancorar ainda mais a estampa no espaço, traga para pontos opostos objetos decorativos (aqui podem ser móveis, tecidos, almofadas, mantas) nos tons existentes no padrão do desenho. Isso dará equilíbrio ao cômodo.

Só tome cuidado com papéis de parede estampados em ambientes pequenos, ou em que se passa muito tempo dentro. A estampa e a cor podem começar a incomodar e a cansar a vista. Você ficará irritado e com a cabeça pesada, mas não saberá o porquê.


Os melhores ambientes para serem empapelados são Halls de Entrada e Lavabos, mas elas funcionam bem em quartos e salas, desde que estejam nas costas dos moradores, ou seja, atrás do sofá ou da cabeceira.


Se for usar as padronagens em pequenos elementos, como almofadas ou pufes, você pode criar sem medo um mix de estampas. A regra continua a mesma: crie uma base neutra com meios tons relacionados com as cores do desenho, e repita algum elemento nos demais: pode ser a paleta de cores, o formato e estilo do desenho, uma referência cultural, etc.

   

3 - Cores Vibrantes
Vermelho, pink, amarelo, laranja, e tantas outras "cores-coloridas" dão medo à maioria das pessoas! Quem curte geralmente acaba sendo taxado de amalucado e, claro, de mau gosto. Mas decorações coloridas (não estamos falando aqui da fórmula de sucesso base neutra + toque de cor, ok?) são super alegres e interessantes, embora o excesso possa causar desconforto e sobrecarga sensorial. 

Bora tentar achar o meio termo?

Antes de tudo: não incorpore suas cores sobre uma base toda branca ou preta, que, como já falamos, tornam o resultado mais contrastante e brilhante. Utilize meios tons e principalmente outras cores para criar um fundo suave. Já que estamos falando em fundo e em cor, por que não pintar uma parede inteira de um tom alegre?


Aprenda a utilizar o círculo cromático para combinar cores diferentes, em estruturas análogas, triádicas ou complementares (clique aqui para entender melhor esse assunto).

Lembre-se sempre que elementos naturais como tijolos, pedras e madeira "esfriam" um pouco as cores, por isso são sempre bem vindos como revestimentos de espaços coloridos.



Uma excelente maneira de complementar ambientes coloridos é com estampadas! Vibrantes, maxi, listras e pois, todas são bem vindas, desde que você observe as regras do item 2.


4 - Brilho
Metais, espelhos, cristais, acabamentos alto brilho. O excesso desse tipo de elementos pode facilmente criar um ambiente considerado brega ou de mau gosto para as pessoas. Isso porque são muitos elementos luxuosos e que eram abundantes nas residências clássicas e endinheiradas no passado e que hoje são consideradas ultrapassadas.

Mais do que uma questão de gosto, abusar desses materiais não cria casas com cara de casa! Os ambientes ficam frios e formais, e, novamente, desconfortáveis de se viver.

Para não pesar, simplifique a base: linhas retas e paredes lisas ajudam muito!

   

Para evitar o excesso, que pode criar um espaço caricato, o grande segredo é apostar mesmo no estilo High-Low: misture esses elementos que tem brilho, sofisticação, luxo e maior valor monetário (High), com outros materiais naturais, sem brilho, com textura rústica e simples, considerados mais baratos (Low).


Madeira é sua grande aliada! Use e abuse para aquecer a decoração. Plantas de verdade - não estamos falando de arranjos impecáveis de flores -, almofadas, mantas, cortinas e tapetes em cores e estampas mais alegres também ajudam a quebrar o visual palaciano.


5 - Coleções, bibelôs e outros cacarecos nossos de cada dia
Decoração afetiva está em alta! Não deixe ninguém te convencer do contrário! Peças de família, objetos pessoais, souvenires, coleções são cada vez mais bem vindos na casa.



Para as pessoas entenderem a importância que essas peças tem para você, você deve trata-las com importância! Dê-lhes o lugar de destaque na decoração - quando é só um objeto - ou trate-as como uma coleção, organizando-os e expondo-os em vitrines, estantes ou mesmo quadros tipo caixa. Nada de deixar um bibelô em cada mesa da casa: Junte todos e mostre-os com orgulho!

   


O que a gente espera ter demonstrado é que não existe essa história de mau gosto! Sabendo usar, qualquer escolha pode ser bem sucedida. Se você chegou até aqui e pensou, "tá, fica legal, mas eu não teria nenhuma dessas coisas na minha casa".... Tudo bem! Afinal, gosto não se discute!



*Créditos de Imagem: Decoholic, Minha Casa Minha Cara, Inspirational Homes, Home Deco, Christina Hamoui, Casar-e, Achados de Decoração, One Kind Design, Paula Neder, Domino Magazine, Brabourne Farm, Revista Decor, Casa, Casa Vogue, Casa, Style by Emily Henderson, Bruna Dalcin, Decoration Arch, Decor Facil, Casa, Decor Facil, Achados de Decoração, Encadree Posters, Casa, Feedly, Casa e Jardim, Vila do Artesão, Olivia Grace e Apartment Therapy. 

Comentários

Postagens mais visitadas